Voltar para Casa

Quando decidi fazer o intercâmbio, sempre ouvia comentários do tipo ‘você vai largar seu emprego bom para ir?’, ‘não vais sentir saudade da família e dos amigos?’, ‘mas você nunca morou sozinha, como vai se virar?’, ‘tá rica né!?’. Sim, é incrível como todo mundo adora opinar e te desestabilizar, né?

Essas perguntas, por mais decidido que você esteja, sempre irão te abalar. Porque o medo do desconhecido é parte do ser humano. Porém, também é o responsável pelo crescimento e mudanças, tanto pessoais quanto em escala .

Então, por fim, você vai. Se deixa levar. Aprende, se supera, passa bons e maus bocados, vira gente grande, de verdade.

Só quem se atreve a se jogar do abismo sabe o quão satisfatório é descobrir que se pode voar.

Engraçado que sempre pensei que largar tudo para fazer o intercâmbio seria o mais difícil. Mal imaginava eu que havia algo ainda pior: Voltar para casa.

Você percebe que nada mudou, exceto você.

Você percebe também que, por mais difícil que seja, é muito bom morar sozinho, ser independente. Você percebe que seus amigos de antes, que diziam sentir sua falta, continuam vivendo sem você, mesmo agora que você está de volta. Você percebe que as amizades que fez lá fora são diferentes, intensas, daquelas que realmente vão fazer falta, pois aquilo que os conectou era muito forte e sincero. Você percebe ainda que não é porque você voltou com um inglês bom e tem um currículo forte que vão chover empregos… melhor nem falar da diferença salarial entre os países e do fato que não tem Chilli chesse bites nos BK’s daqui, haha.

Você agora vê as coisas com outros olhos, porém ninguém mais consegue enxergar.

Você sente falta da liberdade, independência, qualidade de vida, amigos, passagens baratas da Ryanair, segurança… enfim. Se me perguntarem sobre a depressão pós intercâmbio, defenderei que existe SIM! Por mais que você volte para sua família, você já não é mais o mesmo, e voltar para seu antigo eu, te garanto, não é nada fácil.

Os comentários agora mudaram um pouco. Agora são ‘mas voltasse porque querias?’, ‘não tinha um jeitinho de ficar?’, ‘o que trouxe de bens?’, ‘não deu pra casar com eu europeu?’. NÃO, NADA, NÃO DEU.

Não voltei porque eu queria. Não ter um passaporte europeu dificulta qualquer jeitinho. Intercâmbio não é sobre voltar pra casa com bens materiais.  Prefiri viajar o máximo possível ao invés de comprar um celular novo ou roupas de marca. Casar não é tão simples. Já ouviu falar de diferenças culturais? Fronteiras? Custos? Burocracia?

Valeu a pena? SEM DÚVIDA ALGUMA. Se você está pensando em ir, vá, não dê ouvidos a seus medos e aos julgamentos alheios. Nada te prende. Bens materiais não te enriquecem. VÁ!

E agora?

Pois é. Difícil dizer. Realmente não sei. De verdade.

Tenho pensado em várias posssibilidades. Quero mudar de área, estudar mais, continuar viajando, reencontrar os amigos que fiz mundo afora. Deveria também cuidar mais de mim, quem sabe comprar uma bike e fazer uma dieta.. Não sei.

Só sei que meu lugar não é mais aqui.

img_1520

Anúncios

3 comentários sobre “Voltar para Casa

  1. Verô Valverde

    ❤ ❤ ❤
    li nesse textos os sentimentos que tenho certeza viver quando voltar
    mas nao esquece que a gente sempre tem uma a outra!
    voce faz uma falta danada, bixa

    Curtir

  2. Verô Valverde

    Republicou isso em Verô Viajae comentado:
    Ainda tenho mais de 2 meses na terra dos leprechauns, mas confesso que o medo da depressão pós intercâmbio ja me assombra. Minha amiga Ilana, do Projeto Cork, descreveu os sentimentos, as dúvidas e a ansiedade que rodeiam esse momento tão importante na vida de todo intercambista 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s